É só acreditar – Parte I

Sábado, 9 de outubro de 2003.

São 20:00 e já estou atrasada pra balada combinada com minhas 4 amigas – lorie, san, mariê e a julie –  A lorie já me ligou pra eu não me atrasar , parece que todos adivinham que ainda não tomei minha ducha. Alguns minutos se passaram, e estou pronta.

– lorie?

– Oi annye , já está pronta?

– Sim ,estou pode vir com as meninas !

– Ok , vou pôr gasolina no carro e chego em instantes.

– beijo.

– beijo.

 
Escuto barulho do carro, eram 21:12 ,as meninas chegaram! Na primeira impressão em que chegamos na boate, parecia ter apenas pessoas desenteressantes , mas era só andar mais um pouco pra encontrar alguns carinhas bebendo do outro lado da mesa.  Logo nos acomodamos e chamei o barman – Oi, quatro tequilas, porfavor! – a noite só estava começando.
Risadas e brincadeiras já estavam nos intediando, decidimos ir pra pista de dança

– Acho que chegamos um pouco cedo demais por aqui , avisou a julie.

– Não tão cedo, ao ponto de conhecer os garotos do outro lado da pista.

– hahahah, talvez.

 

– POV ANNYE –

Eu tava curtindo a balada, o rolê tava super divertido. Acho que quando cheguei , fui a primeira a observar os moçoilos. Havia um que me atraia, o rosto era bem desenhado, ele tinha cabelo liso ( mais liso que o meu, por sinal ) meio grisalho , branquinho, a barba falha e um olhar marcante. Acho que fazia um tempo que eu não sabia o que era ter um garoto ao meu lado. Fui pra dança.-Ainda

estáva-mos na segunda garrafa ….
eu deixei claro para as meninas que eu não queria me embregar naquela noite, porquê da última vez me causou uma séria ressaca, que nem acreditei quando havia acordado. Olhando pro lado, percebi que os meninos estavam chegado pra pista também, comecei a ficar nervosa, eu não sabia se minhas mãos estavam soando ou se era o copo com o gelo derretendo. A música mudou, e eu não entendia … a música era romântica, pensei pra mim mesma – meu deus como isso pode estar acontecendo.  Ele se aproximava, eu fingia que não estava percebendo o seu cheiro de pecado vindo até a mim, sinto um leve toque em minhas mãos … ERA ELE!

Continua …

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




Verdade Feminina

A arte de saber a hora de se apegar e a hora de deixar

"Paraibana, modelo, detesta o meio termo. Pra mim só existe o sim, ou o não; O preto ou o branco. Odeio quem fica em cima do muro, ou ter que ficar em cima dele."

welcome

  • 550.552 acessos diários

" se tudo que quiséssemos acontecesse de uma hora para outra. Teriamos respostas para todas nossas perguntas e dúvidas, saberiamos o verdadeiro significado do amor e porque o céu é azul! "

Sabe quando você sente que precisa escrever mas não escreve porque tem medo de sentir?

Procurando

Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais para mim.

@viajantejeans

Contato ,dicas & criticas

jeansviajante@hotmail.com

%d blogueiros gostam disto: